quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Encerramento do Curso - Educação Digital


Parabéns a equipe!

Organizadores -  PTE  e  LIED 


É GRATIFICANTE CHEGAR AO FINAL DE UMA ETAPA.





No dia 29/11/11 finalizamos o Curso Educação Digital realizado no LIED do C.E.José de Lannes Dantas Brandão e I.E.Eliana Duarte da Silva Breijão, ministrado pela Dinamizadora/Multiplicadora - Maria Lucia Muruci, Suporte - Maria Lucia Vieira e Orientadoras Tecnológicas - Janaína, Gislene, Neiva,Fabiene, Josilene, Juliana, Luciana e Alziracir.
Professores apresentaram seus projetos de aula com uso das tecnologias digitais.Foram momentos importantes para reflexão a respeito do uso das tecnologias digitais no processo de aprendizagem.

Parabéns professores e sucesso nesta nova proposta de ensino!!! 

Agradecimento especial aos Diretores pelo apoio  e confiança.

Vejam nossas fotos...



 


































terça-feira, 29 de novembro de 2011

Alô Escola - Ciências/ Água

 No site da TV Cultura/ Alô Escola encontramos diversos recursos educativos tanto para alunos quanto para professores.


Minha sugestão de hoje é o link:


Chuá Chuágua

Aprenda brincando como usar e conservar bem a água, este bem tão precioso.


Jogos online para se divertir e aprender.



Muitas sugestões para se trabalhar o tema Água com a criançada.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

8 razões para usar o Youtube em sala de aula

Descubra como esta rede social pode ajudar você a produzir vídeos e planejar aulas mais dinâmicas e interessantes para seus alunos 

Daniele Pechi 

Veja na Sala de Aula
Prender a atenção dos estudantes, que estão cada vez mais conectados, não tem sido uma tarefa fácil para os educadores. O problema se torna cada vez maior conforme os alunos ficam mais velhos. Nas salas de aula do Ensino Médio, é muito comum os professores disputarem a atenção dos estudantes com aparelhos eletrônicos, celulares ou smartphones. Por isso, o momento é propício para tornar a tecnologia - e a sua turma - uma aliada em sala de aula. "O uso de recursos tecnológicos que estão presentes no dia a dia dos alunos pode ajudar a aproximá-los dos temas tratados em sala, além de servir como estímulo para o estudo", afirma Marly Navas Soriano, professora de Informática Educativa da EMEF Cleómenes Campos, em São Paulo.

Youtube para professores

Para encorajá-lo a usar o Youtube em sala, listamos oito bons motivos para incluir a rede social no seu planejamento e na sua rotina profissional:

1- Oferecer conteúdos que sirvam como recursos didáticos para as discussões em aula.

Incentive os estudantes a participar das aulas compartilhando com eles vídeos que serão relevantes para o contexto escolar. Desde que bem selecionados, os conteúdos audiovisuais podem mostrar diferentes pontos de vista sobre um determinado assunto, fomentando os debates e discussões em sala.

2- Armazenar todos os vídeos que você precisa em um só lugar.

Se você ainda não é um usuário do Youtube, basta criar uma conta na rede (gratuitamente) para ter acesso às listas de reprodução (playlists). Elas permitem que você organize seus vídeos favoritos em sequência. Um usuário não precisa selecionar apenas vídeos publicados por ele, ou seja, a playlist de um professor pode conter vídeos publicados por outros membros do Youtube. Outra vantagem de organizar os vídeos em listas é que quando um vídeo termina, o próximo começa sem que sejam oferecidos outros vídeos relacionados, mas que não interessam ao seu propósito didático naquele momento. Ao selecionar o material que será visto pelos alunos, você pode garantir que o conteúdo hospedado em seu canal seja confiável, pois ele passou pela sua curadoria.
Consulte dois tutoriais breves, desenvolvidos pelos profissionais do Youtube, sobre como criar uma lista de reprodução e como organizar seus vídeos.

3- Montar um acervo virtual de seus trabalhos em vídeo.
Com uma câmera fotográfica, um celular ou uma câmera de vídeo simples, você pode capturar e salvar projetos e discussões feitas em sala de aula com seus alunos. Com esses registros da prática pedagógica você terá em mãos (e na rede) um material rico, que pode servir como base para uma análise crítica de seu trabalho e dos trabalhos apresentados por seus alunos. Os registros ainda viram material de referência para toda a comunidade escolar, pois qualquer vídeo armazenado no Youtube pode ser facilmente compartilhado entre os alunos e professores da escola e fora dela.
Aqui, um tutorial desenvolvido pelos profissionais do Youtube sobre como compartilhar uma lista de reprodução.

4- Permitir que estudantes explorem assuntos de interesse com maior profundidade.

Ao criar listas de reprodução específicas para os principais assuntos abordados em sala, você cumpre o papel do mediador e oferece aos alunos a oportunidade de aprofundar os conhecimentos a respeito dos temas trabalhados nas aulas. Ao organizar playlists com vídeos confiáveis e relevantes, você permite que os estudantes tenham contato com os conteúdos que interessam a eles, sem que eles percam muito tempo na busca e na seleção de informações.

5- Ajudar estudantes com dificuldades.

Você pode criar uma lista de reprodução com vídeos de exercícios para que os alunos resolvam no contraturno escolar. Esse material serve como complemento para os conteúdos vistos em sala e os estudantes podem aproveitá-lo para fazer uma revisão em casa dos assuntos vistos na escola.

6 - Elaborar uma apresentação de slides narrada para ser usada em sala.
Você pode usar o canal de vídeo para contar uma história aos alunos e oferecer a eles um material de apoio que possa ser consultado posteriormente. Produza uma apresentação de slides narrada, com imagens que ilustrem o tema abordado e passe o vídeo em sala de aula.
Aqui, um tutorial desenvolvido pelos profissionais do Youtube sobre como editar vídeos na página de exibição de vídeos.

7 - Incentivar os alunos a produzir e compartilhar conteúdo.
Lembre-se: seus alunos já nasceram em meio à tecnologia. Por isso, aproveite o que eles já sabem e proponha que usem câmeras digitais ou smartphones para filmar as experiências feitas no laboratório de Ciências, para que desenvolvam projetos - como a gravação de um "telejornal" nas aulas de Língua Portuguesa, por exemplo - ou nas apresentações de seminários. O conteúdo produzido pelos estudantes também pode ser disponibilizado na rede - desde que os pais sejam comunicados previamente para autorizar a exibição de imagem dos filhos na rede. Tal ação pode incentivar os estudantes a participar de forma mais ativa das aulas.

8 - Permitir que os alunos deixem suas dúvidas registradas.
Você pode combinar com seus alunos para que eles exponham as dúvidas no espaço de comentários do canal, logo abaixo dos vídeos. Assim, é possível criar ou postar novos vídeos sobre os assuntos sobre os quais os estudantes ainda têm dúvidas.

(Fonte: Youtube para professores)

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/8-razoes-usar-youtube-sala-aula-647214.shtml

Qualidade de Vida

Identifique o estresse infantil e ajude a resolvê-lo!

Choro, agressividade, medo. Esses são alguns dos sintomas desse mal que atinge também crianças e adolescentes. Saiba como identificá-lo.

Seu aluno anda irritado, agressivo e não consegue ficar parado. Tira a concentração dos colegas, atrapalha a aula, não presta atenção nas explicações e se sai cada vez pior nas avaliações. Você até tenta controlar a situação, achando que se trata de indisciplina. É possível, no entanto, que o caso seja mais sério. Ele pode sofrer de estresse. Apesar de parecer relacionado exclusivamente a adultos, o mal também se manifesta em crianças e jovens em idade escolar.

O problema é que os sintomas se confundem com mau comportamento, rebeldia ou hiperatividade. Por isso é necessário estar atento para ajudar da forma correta. "O estresse não é uma doença, mas um conjunto de reações físicas e psicológicas que, se não tratadas a tempo, podem resultar em doenças", explica a psicóloga Marilda Lipp, diretora do Centro Psicológico de Controle de Stress, de Campinas (SP).

O estresse reduz a imunidade, enfraquecendo o organismo. "A criança fica frágil diante de doenças para as quais já tenha alguma tendência genética, como diabete, ou aquelas oportunistas, como gripe", afirma. Porta de entrada para a depressão, precisa ser logo identificado. Estando tão próximo da turma, você tem condições de auxiliar nesse diagnóstico. Confira a seguir o que pode causar o problema, como detectá-lo e o que é possível fazer em sala de aula para auxiliar as vítimas.

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/comportamento/calma-isso-pode-ser-estresse-431457.shtml

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Sugestão de Aula - Espanhol


 JOGOS - JUEGOS

Esta seção é dedicada ao aprendizado de um jeito descontraído, estimulando a capacidade de interpretação do conteúdo a 
partir de jogos. 

Divirta-se brincando!



Sugestão de Aula - Inglês

  Site com jogos educativos de alfabetização matemática, cálculos, geometria, ciências, em inglês.
 
      Interessante para trabalhar inglês jogando.


  Fonte: http://www.primarygames.com/Spending%20Spree/start.htm

Avaliação: 2001 CN - A * Profª Márcia



 INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ELIANA DUARTE DA SILVA BREIJÃO 
 
PROFESSORA: MÁRCIA CARDOSO GUIMARÃES 
 
               AVALIAÇÃO - 4º BIMESTRE A 



 
1. O Referencial Curricular da Educação Infantil deve ser seguido como um suporte ou referência para a estruturação do currículo em caráter nacional, para a educação infantil. Ele é organizado em várias partes correlacione seus títulos com seus respectivos conteúdos. 
 
(1) A criança (2) Educar (3) O professor da Educação Infantil 
( ) Comenta-se sobre as diferentes concepções de infância.
( ) O ato de cuidar, brincar e aprender em situações orientadas.
( ) Retrata toda a história dos profissionais da educação infantil.
( ) Sobre as aprendizagens necessárias a serem trabalhadas de zero a três anos, e de quatro e cinco anos. 

A) 1.2.3.2
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.3 

2. Complete as frases abaixo com as palavras sugeridas: 
 
I. Organização por âmbitos: 1a Formação _________e __________, 2ª _________________________.
II. Os _____________explicam as intenções educativas e estabelecem capacidades que as crianças poderão desenvolver como consequência de ações intencionais do professor; auxiliam na seleção de conteúdos e meios didáticos.
III. Com relação às ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS, remete-se ao ________________.
IV. Os _______________necessitam ser organizados para proporcionar aprendizagem. 

A) CONTEÚDOS, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONHECIMENTO DE MUNDO, PESSOAL, SOCIAL.
B) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, CONTEÚDOS, COMO FAZER, OBJETIVOS.
C) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONTEÚDOS. 

3. Quais são as três fases de um planejamento? Explique-as. 
 
4. Marque com “F” para falso “V” para verdadeiro. 
 
(  ) Fazem parte dos itens de programação: hábitos e rotina da vida cotidiana e de cuidado da criança; unidades temáticas, centros de interesse, projetos e laboratórios; cantinhos e oficinas; passeios, festas da sala e outros eventos; atividades de recreio, de acolhida e de reencontro do grupo; atividades mais especializadas.
(  ) A programação nos três primeiros anos de vida da criança está condicionada às suas necessidades, e é a partir delas que organizamos as atividades.
(  ) O planejamento é uma reflexão sobre o que se pretende, sobre como se faz e como se avalia.
(  ) Todo planejamento é participativo.
(  ) Existem também planejamentos mais específicos: são os planos de atuação de cada professor
A) V. V. V. V. V 
B) V. V. V. F. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V
Boa Prova! 

ATENÇÃO!
OBS: Orientações para postagem do comentário no BLOG:

-  No final da avaliação postada;
- Copiar o gabarito;
-  Clicar em comentários;
- Colar o gabarito;
-  Digitar suas opções escolhidas no gabarito;
-  Selecionar Perfil: Nome/URL;
-  Verificação de palavras;
-  Postar Comentário.
Seu comentário  será analisado e publicado.

Gabarito: AVALIAÇÃO - A
Aluno(a): 
Turma: 
1-
A) 1.2.3.2
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.3

2.   
A
B
C

3.
4.  
A) V. V. V. V. V
B) V. V. V. F. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V

Avaliação: 2001 CN - B * Profª Márcia


 
INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ELIANA DUARTE DA SILVA BREIJÃO 
 
PROFESSORA: MÁRCIA CARDOSO GUIMARÃES 
 
AVALIAÇÃO - 4º BIMESTRE B 




 
1. Complete as frases abaixo com as palavras sugeridas: 
 
I. Organização por âmbitos: 1a Formação _________e __________, 2ª _________________________.
II. Os _____________explicam as intenções educativas e estabelecem capacidades que as crianças poderão desenvolver como consequência de ações intencionais do professor; auxiliam na seleção de conteúdos e meios didáticos.
III. Com relação às ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS, remete-se ao ________________.
IV. Os _______________necessitam ser organizados para proporcionar aprendizagem. 

A) CONTEÚDOS, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONHECIMENTO DE MUNDO, PESSOAL, SOCIAL.
B) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONTEÚDOS.
C) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, CONTEÚDOS, COMO FAZER, OBJETIVOS. 

2. Quais são as três fases de um planejamento? Explique-as.

3. Marque com “F” para falso “V” para verdadeiro. 
 
(  ) Fazem parte dos itens de programação: hábitos e rotina da vida cotidiana e de cuidado da criança; unidades temáticas, centros de interesse, projetos e laboratórios; cantinhos e oficinas; passeios, festas da sala e outros eventos; atividades de recreio, de acolhida e de reencontro do grupo; atividades mais especializadas.
(  ) A programação nos três primeiros anos de vida da criança está condicionada às suas necessidades, e é a partir delas que organizamos as atividades.
(  ) O planejamento é uma reflexão sobre o que se pretende, sobre como se faz e como se avalia.
(  ) Todo planejamento é participativo.
(  ) Existem também planejamentos mais específicos: são os planos de atuação de cada professor
A) V. V. V. F. V
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V 

4. O Referencial Curricular da Educação Infantil deve ser seguido como um suporte ou referência para a estruturação do currículo em caráter nacional, para a educação infantil. Ele é organizado em várias partes correlacione seus títulos com seus respectivos conteúdos. 
 
(1) A criança (2) Educar (3) O professor da Educação Infantil 

( ) Comenta-se sobre as diferentes concepções de infância.
( ) O ato de cuidar, brincar e aprender em situações orientadas.
( ) Retrata toda a história dos profissionais da educação infantil.
( ) Sobre as aprendizagens necessárias a serem trabalhadas de zero a três anos, e de quatro e cinco anos. 

A) 1.2.3.3
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.2
Boa Prova! 

ATENÇÃO!
OBS: Orientações para postagem do comentário no BLOG:

-  No final da avaliação postada;
- Copiar o gabarito;
-  Clicar em comentários;
- Colar o gabarito;
-  Digitar suas opções escolhidas no gabarito;
-  Selecionar Perfil: Nome/URL;
-  Verificação de palavras;
-  Postar Comentário.
Seu comentário  será analisado e publicado.
Gabarito: AVALIAÇÃO -B
Aluno(a): 
Turma: 
1-
A. 
B.
C.

2.   

3.
A) V. V. V. F. V                 
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V

4. 
A) 1.2.3.3
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.2 


Projeto de Inglês e Espanhol!

Venha conferir!

Dia: 24/11/2011 
Horário: 8:40 às 12:00 h

Professoras:

    - Aline Reis: Espanhol 
     - Cristiane Carminate: Inglês
         - Zilanda Garcia: Inglês



PROJETO SPANGLISH

CONCEITO

Spanglish ou espanglês é o nome que se dá ao dialeto utilizado informalmente nos Estados Unidos da América entre os imigrantes/descendentes de países latino-americanos, muito comum no sul do estado da Flórida. Seu nome deriva da união entre Spanish (espanhol) e English (inglês). Dialeto usado geralmente para encurtar as palavras.

OBJETIVOS

Para nós, professoras de Língua Inglesa e Língua Espanhola é a total interação entre os idiomas formando uma feira lítero-artística de rara beleza, cultural e socializadora. É assim que a Língua Estrangeira deve ser efetivada na escola. De maneira contextualizada, em foco com o mercado de trabalho e principalmente divertida! Ela tem o objetivo de promover o debate sobre a amplitude da Língua Estrangeira e incentivar o hábito de leitura, compreensão e tradução de textos em Língua Estrangeira

FOCO

O projeto desenvolveu-se durante o 4º bimestre com a participação de todas as turmas do Ensino Médio do Instituto de Educação Eliana Duarte da Silva Breijão e orientado pelas professoras de Língua Inglesa Cristiane Carminate e Zilanda Garcia, bem como da professora de Língua Espanhola Aline Reis.

CULMINÂNCIA

A Culminância se deu no dia 24 de novembro de 2011, no período matutino e contou com a apresentação de inúmeros trabalhos envolvendo cultura em geral, dança e música. Houve até um desfile dos rapazes da turma 1001 FG que incorporaram as mais vastas profissões.

ESTRATÉGIAS E METODOLOGIA

A Abertura foi realizada pelo ilustre Diretor Wagner, seguido de uma linda prece para abençoar a todos, ministrada pela professora Aline.

Na sequência as mestres de cerimônia Cristiane Carminate e Zilanda Garcia conclamaram os grupos a se apresentar.

  1. Apresentação da origem da Língua Inglesa e seu desenvolvimento na linha do tempo (Cartazes e palestras das turmas 1001FG e 2001CN)
  2. Apresentação de Tema: Sentimentos essenciais à formação do cidadão. (Aluna Thamires da 1001CN)
  3. Coral apresentado pela turma 1001 CN com a música “Talking to the Moon”
  4. Teste Vocacional (Aluna Luana Alonso da Turma 1001 FG)
  5. Desfile representando as profissões em Inglês, com estudantes caracterizados (Turma 1001 FG)

Alunos:

Ademilton – Engineer
André – Mechanic
Athaílson – Soccer Player
Claudinier – Policeman
Felipe – Soldier
Felipe Coutinho – Lawyer
Flávio – Cooker
Jefferson – Fighter
Kaio – Priest
Kéven – Fireman
Lucas Antônio – Soccer Player
Lucas Perassoli – Teacher
Pedro Henrique Pereira – Skater
Rafael – MotoCross Rider
Renato – Doctor
Ruan – Architet

  1. Apresentação de um clipe da turma 2002 CN com a música Smile de Avril Lavigne
  2. Desfile representando as profissões em Espanhol 9Turma 2001 FG)

Alunos:

André: médico
Marcos Phelipe – Haciendero
André Bizarro – Maestro

  1. Apresentação da música We Are The World com o tema: LIBERDADE, IGUALDADE, FRATERNIDADE (Tuma 2001 CN)
  2. Origem da Língua Espanhola e apresentação da música “Para tu Amor”
  3. Duets com os alunos da 3001 FG Carlos Augusto e Roberta.
  4. Encerramento com o coral da 3001 FG cantando Don’t Stop Believin’ by Glee comandado pelos alunos Carlos Augusto, Davi e Roberta.

AVALIAÇÃO

A avaliação foi realizada de forma lúdica e informal, através da participação efetiva dos alunos no projeto. Foi um sucesso!


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Mensagem da Semana


 

FONTE:http://www.google.com.br/imgres

Avaliação: 2002 CN - A * Profª Márcia



INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ELIANA DUARTE DA SILVA BREIJÃO 
 
PROFESSORA: MÁRCIA CARDOSO GUIMARÃES

AVALIAÇÃO - 4º BIMESTRE A 




 
1. O Referencial Curricular da Educação Infantil deve ser seguido como um suporte ou referência para a estruturação do currículo em caráter nacional, para a educação infantil. Ele é organizado em várias partes correlacione seus títulos com seus respectivos conteúdos. 
 
(1) A criança (2) Educar (3) O professor da Educação Infantil 

( ) Comenta-se sobre as diferentes concepções de infância.
( ) O ato de cuidar, brincar e aprender em situações orientadas.
( ) Retrata toda a história dos profissionais da educação infantil.
( ) Sobre as aprendizagens necessárias a serem trabalhadas de zero a três anos, e de quatro e cinco anos. 

A) 1.2.3.2
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.3 

2. Complete as frases abaixo com as palavras sugeridas:

I. Organização por âmbitos: 1a Formação _________e __________, 2ª _________________________.
II. Os _____________explicam as intenções educativas e estabelecem capacidades que as crianças poderão desenvolver como consequência de ações intencionais do professor; auxiliam na seleção de conteúdos e meios didáticos. 

III. Com relação às ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS, remete-se ao ________________.
IV. Os _______________necessitam ser organizados para proporcionar aprendizagem.
A) CONTEÚDOS, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONHECIMENTO DE MUNDO, PESSOAL, SOCIAL.
B) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, CONTEÚDOS, COMO FAZER, OBJETIVOS.
C) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONTEÚDOS. 

3. Quais são as três fases de um planejamento? Explique-as. 
 
4. Marque com “F” para falso “V” para verdadeiro. 
 
(  ) Fazem parte dos itens de programação: hábitos e rotina da vida cotidiana e de cuidado da criança; unidades temáticas, centros de interesse, projetos e laboratórios; cantinhos e oficinas; passeios, festas da sala e outros eventos; atividades de recreio, de acolhida e de reencontro do grupo; atividades mais especializadas.
( ) A programação nos três primeiros anos de vida da criança está condicionada às suas necessidades, e é a partir delas que organizamos as atividades.
(  ) O planejamento é uma reflexão sobre o que se pretende, sobre como se faz e como se avalia.
(  ) Todo planejamento é participativo.
( ) Existem também planejamentos mais específicos: são os planos de atuação de cada professor 

A) V. V. V. V. V 
B) V. V. V. F. V
C) F. V. F. V. V
D) F. F. V. V. V
Boa Prova! 

ATENÇÃO!
OBS: Orientações para postagem do comentário no BLOG:

-  No final da avaliação postada;
- Copiar o gabarito;
-  Clicar em comentários;
- Colar o gabarito;
-  Digitar suas opções escolhidas no gabarito;
-  Selecionar Perfil: Nome/URL;
-  Verificação de palavras;
-  Postar Comentário.
Seu comentário  será analisado e publicado.


Gabarito: AVALIAÇÃO - A
Aluno(a): 
Turma: 
1-
A) 1.2.3.2
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.3

2.   
A
B
C

3.
4.  
A) V. V. V. V. V
B) V. V. V. F. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V



Avaliação: 2002 CN - B * Profª Márcia



 INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ELIANA DUARTE DA SILVA BREIJÃO 
 
PROFESSORA: MÁRCIA CARDOSO GUIMARÃES
AVALIAÇÃO - 4º BIMESTRE B 





 
1. Complete as frases abaixo com as palavras sugeridas: 
 
I. Organização por âmbitos: 1a Formação _________e __________, 2ª _________________________.
II. Os _____________explicam as intenções educativas e estabelecem capacidades que as crianças poderão desenvolver como consequência de ações intencionais do professor; auxiliam na seleção de conteúdos e meios didáticos.
III. Com relação às ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS, remete-se ao ________________. 
IV. Os _______________necessitam ser organizados para proporcionar aprendizagem. 

A) CONTEÚDOS, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONHECIMENTO DE MUNDO, PESSOAL, SOCIAL.
B) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONTEÚDOS.
C) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, CONTEÚDOS, COMO FAZER, OBJETIVOS. 

2. Quais são as três fases de um planejamento? Explique-as. 
 
3. Marque com “F” para falso “V” para verdadeiro. 
 
(  ) Fazem parte dos itens de programação: hábitos e rotina da vida cotidiana e de cuidado da criança; unidades temáticas, centros de interesse, projetos e laboratórios; cantinhos e oficinas; passeios, festas da sala e outros eventos; atividades de recreio, de acolhida e de reencontro do grupo; atividades mais especializadas.
(  ) A programação nos três primeiros anos de vida da criança está condicionada às suas necessidades, e é a partir delas que organizamos as atividades.
(  ) O planejamento é uma reflexão sobre o que se pretende, sobre como se faz e como se avalia.
(  ) Todo planejamento é participativo.
(  ) Existem também planejamentos mais específicos: são os planos de atuação de cada professor 

A) V. V. V. F. V
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V
D) F. F. V. V. V 

4. O Referencial Curricular da Educação Infantil deve ser seguido como um suporte ou referência para a estruturação do currículo em caráter nacional, para a educação infantil. Ele é organizado em várias partes correlacione seus títulos com seus respectivos conteúdos. 
 
(1) A criança (2) Educar (3) O professor da Educação Infantil
(  ) Comenta-se sobre as diferentes concepções de infância.
(  ) O ato de cuidar, brincar e aprender em situações orientadas.
(  ) Retrata toda a história dos profissionais da educação infantil.
(  ) Sobre as aprendizagens necessárias a serem trabalhadas de zero a três anos, e de quatro e cinco anos. 

A) 1.2.3.3
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.2
BOA PROVA!

ATENÇÃO!
OBS: Orientações para postagem do comentário no BLOG:

-  No final da avaliação postada;
- Copiar o gabarito;
-  Clicar em comentários;
- Colar o gabarito;
-  Digitar suas opções escolhidas no gabarito;
-  Selecionar Perfil: Nome/URL;
-  Verificação de palavras;
-  Postar Comentário.
Seu comentário  será analisado e publicado.
Gabarito: AVALIAÇÃO -B
Aluno(a): 
Turma: 
1-
A. 
B.
C.

2.   

3.
A) V. V. V. F. V                 
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V

4. 
A) 1.2.3.3
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.2 

A Importância dos Recursos Tecnológicos no Ensino da Matemática

Objetos tecnológicos usados no ensino da Matemática

Estamos diante de uma sociedade globalizada e dinâmica, a disputa por espaço no mercado de trabalho tem exigido das pessoas uma melhor preparação, cursos extras são essenciais para quem procura uma situação profissional que oferece bons rendimentos. As tecnologias da informação e comunicação estão presentes em diversos setores, atingindo de forma direta e indireta aqueles que atuam nessas áreas.
A preparação desses indivíduos precisa ter início no ensino básico, dessa forma, a educação tem enfrentado uma importante reformulação no intuito de preparar os jovens. Ferramentas tecnológicas como o computador e a calculadora têm sido usadas com o objetivo de aumentar a eficácia do ensino e desenvolver no aluno o senso crítico, o pensamento improvável e dedutivo, a capacidade de observação, de pesquisa e estratégias de comunicação.
O uso dos computadores nas escolas é de extrema necessidade na formação dos estudantes, pois o contato com o equipamento fora da escola possui o âmbito da diversão, destinando o seu uso a jogos e sites de relacionamentos. No âmbito escolar, o interesse é o da interdisciplinaridade e o da educação tecnológica, os alunos conhecem as funções básicas do computador, mas não reconhecem a sua importância para o próprio futuro, além de liberar os alunos das tarefas mais técnicas, auxilia no processo de investigação de problemas matemáticos e permite melhor gerenciamento do tempo e das ações de ensino aprendizagem. Sugira trabalhos feitos no computador, mas antes verifique o conhecimento usual de programas como o Word e o Excel; caso verifique dificuldades, prepare algumas aulas extras destinadas a uma orientação básica. Pesquisas, trabalhos digitados e construções de planilhas, são atividades triviais e servem de fixação por parte dos alunos.
A calculadora também é considerada uma ferramenta tecnológica contestada no atual ensino da Matemática, geralmente os argumentos mais fortes contra o seu uso é de que os alunos não aprendem realizar cálculos, pois ficam dependentes do seu uso. Não podemos analisar a situação do uso da calculadora dessa forma, a dificuldade de alguns alunos de realizarem cálculos sem o objeto eletrônico, se deve à falta de habilidade com números, isto é consequência típica da maneira mecânica pela qual ele foi ensinado. O professor de Matemática deve instigar o aluno a desenvolver um raciocínio lógico e aguçado, despertar a necessidade do cálculo mental e de estimativas, isso deve ocorrer nos vários níveis escolares. Se usada de modo planejado, a calculadora motiva o aluno na resolução de problemas, com isso o professor pode fornecer atividades com dados decorrentes de situações reais, que auxiliam na construção de opiniões e na percepção de regularidades.
O educador fica responsável por realizar atividades extras, onde as ferramentas tecnológicas possam ser utilizadas de forma sistêmica, através da individualidade dos alunos ou na formação de grupos de estudo.

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Avaliação: 3001 CN - B * Profª Márcia



INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ELIANA DUARTE DA SILVA BREIJÃO 
 
PROFESSORA: MÁRCIA CARDOSO GUIMARÃES

AVALIAÇÃO - 4º BIMESTRE B 


 

1. Complete as frases abaixo com as palavras sugeridas: 
 

I. Organização por âmbitos: 1a Formação _________e __________, 2ª _________________________.

II. Os _____________explicam as intenções educativas e estabelecem capacidades que as crianças poderão desenvolver como consequência de ações intencionais do professor; auxiliam na seleção de conteúdos e meios didáticos.

III. Com relação às ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS, remete-se ao ________________.

IV. Os _______________necessitam ser organizados para proporcionar aprendizagem. 


A) CONTEÚDOS, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONHECIMENTO DE MUNDO, PESSOAL, SOCIAL.

B) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, OBJETIVOS, COMO FAZER, CONTEÚDOS.

C) PESSOAL, SOCIAL, CONHECIMENTO DE MUNDO, CONTEÚDOS, COMO FAZER, OBJETIVOS. 


2. Quais são as três fases de um planejamento? Explique-as. 
 

3. Marque com “F” para falso “V” para verdadeiro. 
 

( ) Fazem parte dos itens de programação: hábitos e rotina da vida cotidiana e de cuidado da criança; unidades temáticas, centros de interesse, projetos e laboratórios; cantinhos e oficinas; passeios, festas da sala e outros eventos; atividades de recreio, de acolhida e de reencontro do grupo; atividades mais especializadas. 


( ) A programação nos três primeiros anos de vida da criança está condicionada às suas necessidades, e é a partir delas que organizamos as atividades.

(  ) O planejamento é uma reflexão sobre o que se pretende, sobre como se faz e como se avalia.

(  ) Todo planejamento é participativo.

(  ) Existem também planejamentos mais específicos: são os planos de atuação de cada professor 


A) V. V. V. F. V 
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V
D) F. F. V. V. V 


4. O Referencial Curricular da Educação Infantil deve ser seguido como um suporte ou referência para a estruturação do currículo em caráter nacional, para a educação infantil. Ele é organizado em várias partes correlacione seus títulos com seus respectivos conteúdos. 
 

(1) A criança (2) Educar (3) O professor da Educação Infantil 


( ) Comenta-se sobre as diferentes concepções de infância.

( ) O ato de cuidar, brincar e aprender em situações orientadas.

( ) Retrata toda a história dos profissionais da educação infantil.

( ) Sobre as aprendizagens necessárias a serem trabalhadas de zero a três anos, e de quatro e cinco anos. 


A) 1.2.3.3

B) 1.1.2.3

C) 1.2.3.2 


BOA PROVA!

ATENÇÃO!
OBS: Orientações para postagem do comentário no BLOG:

-  No final da avaliação postada;
- Copiar o gabarito;
-  Clicar em comentários;
- Colar o gabarito;
-  Digitar suas opções escolhidas no gabarito;
-  Selecionar Perfil: Nome/URL;
-  Verificação de palavras;
-  Postar Comentário.
Seu comentário  será analisado e publicado.
Gabarito: AVALIAÇÃO - B
Aluno(a): 
Turma:
1-

A. 
B.
C.

2.  
3.
A) V. V. V. F. V                 
B) V. V. V. V. V
C) F. V. F. V. V 
D) F. F. V. V. V

4. 
A) 1.2.3.3
B) 1.1.2.3
C) 1.2.3.2